É um seriado tokusatsu, Super Sentai, sobre cinco jovens raptados quando crianças que se tornam heróis do grupo Flashman.

Emissora: TV Asahi.
Emissora no Brasil: TV Manchete, TV Record, CNT/Gazeta, Rede Brasil e Ulbra TV.
Transmissão Original: de 1 de março de 1986 a 21 de fevereiro de 1987.
Duração: 25 minutos.
Temporadas: 1 (50 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Toei Company.

A Série.


Décima produção Super Sentai da Toei Company, Flashman passou no Brasil na esteira do sucesso de Changeman. O seriado do gênero tokusatsu, foi exibido entre 1º de março de 1986 e 21 de fevereiro de 1987 pela TV Asahi, rendendo 50 episódios de 25 minutos cada.

Com uma trilha sonora marcante e um excelente roteiro, recheado por situações dramáticas, Comando Estelar Flashman, tem o seu charme, e alcançou um público fiel, apesar de pequeno.

No Japão, foi o primeiro seriado Super Sentai a ter um segundo robô: Titan Júnior (Titan Boy, no Japão). Que também é o primeiro robô Super Sentai a não utilizar uma espada em seu golpe fatal. Isso aumentou o faturamento da Bandai, empresa de brinquedos que é a principal investidora dos seriados da Toei Company. A produção da série manteve o padrão de qualidade das produções anteriores, mostrando sensíveis evoluções no acabamento.

Também foi Foi a primeira série da franquia dos Super Sentai a ter uma sequência especial de encerramento no episódio final. Na transmissão original do episódio “Adeus, Planeta Terra” (21/02/1987) pela TV Asahi, o episódio foi ao ar com encerramento diferente; em vez do encerramento normal (com a música “Fighting Pose, Flashman”) antes da prévia da próxima série (no caso, Maskman), os créditos finais sobem na tela da mesma maneira que os créditos finais de um filme; isto foi seguido por uma prévia especial de uma nova série no lugar dos créditos finais e a prévia do primeiro episódio de Maskman, “A Bela Fugitiva”. No entanto, a Toei não manteve o formato em exibições posteriores (além da exibição original na TV Asahi em 21/02/1987), editando os créditos (mantendo a duração exata dos créditos especiais) e mostrando o final padrão após a última cena do episódio final. No entanto, o “Final Especial” do episódio final iria se tornar um padrão em Sentai, com cada série a partir de Liveman (exceto Magiranger) com um “Final Especial” no último capítulo antes do trailer especial da próxima série Super Sentai que estréia na semana seguinte.

O final especial para Flashman foi encontrado mais tarde pela Toei e adicionado como um extra no DVD. O episódio real ainda usa a versão de TV e nem inclui a prévia de Maskman; no entanto, a prévia para Maskman foi incluida em certas versões, antes dos créditos de abertura do primeiro episódio, “A Bela Fugitiva”.[1] A cena em que os Flashman retornam para o Planeta Flash a bordo do StarCondor foi mencionada na última cena do episódio final de Kaizoku Sentai Gokaiger.

Flashman teve uma aventura criada especialmente para cinema, no Festival do Mangá da Toei, em 1986. Outro especial de cinema exibido na época era na verdade uma compilação de episódios da TV. O grupo também chegou aos quadrinhos, com produção de artistas nacionais, Flashman teve três histórias publicadas a partir de novembro de 1990, na revista do “Jaspion”, da Abril Jovem.

A História.


A série mostrava cinco crianças que foram capturadas sob ordens do Monarca La Deus, líder do Império Mez, a fim de serem submetidas a experiências genéticas do Dr. Keflen. Lá, foram adotadas pelo povo nativo, e cada uma foi criada em um dos satélites do Planeta Flash e receberam poderes e armas especiais. Chamados de Din (Taremizu Fujita), Dan (Kihachiro Uemura), Go (Yasuhiro Ishiwata), Sara (Yoko Nakamura) e Lu (Mayumi Yoshida), essas crianças cresceram sob inúmeras adversidades e intenso treinamento, jurando um dia voltarem para Terra para se vingar do Império Mez.

Após 20 anos, retornam à Terra, que estava sob a ameaça do Cruzador Imperial Mez, base voadora do Monarca La Deus (Sayoko Hagiwara), cujo braço direito, o traiçoeiro Dr. Kefler (Akira Ishihama), era o cérebro por trás das experiências genéticas. O objetivo do grupo de heróis passa a ser vingança contra o grupo Mez, além de descobrir o paradeiro de seus pais.

Os cinco jovens ao gritarem “Refração Flash”, se transformam no Comando Estelar Flashman, formado por Red Flash, cujo poder é o Sabre Laser composto do Trovão de Fogo; Green Flash com seus Punhos Laser composto de Tempestade Cósmica; Blue Flash, com a Bola Laser composta pela Bola Furacão; Yellow Flash e seu Bastão Laser; e Pink Flash com seus Chutes Laser e o seu poderoso Chute Relâmpago. Além dessas armas alguns integrantes possuem algumas capacidades especiais, Go, por exemplo, pode escalar paredes, já Lu tem a capacidade de levitar, além de ter o “Passo Aquático” onde ela anda em cima da água.

O grupo contava ainda com apoio dos três robôs: “Flash King”, formado pelos 4 módulos individuais como o Tanque Comando, Delta Craft, Omega Craft e a nave Darkondor; o “Titan Junior”, formado por um caminhão tanque encontrado na Terra e armado de mísseis e técnicas de combate; e o “Poderoso Gran Titan”, uma combinação entre os dois módulos de Titan.

A série que começa com um pique leve e infantil vai ganhando contornos mais dramáticos no final. A situação piora com a chegada de uma tropa de Caçadores Espaciais e chega ao clímax quando eles descobrem que a energia Flash em seus corpos irá matá-los caso continuem na Terra por muito tempo.

 

No Brasil.


Flashman estreou no Brasil no dia 13 de março de 1989 na Rede Manchete, onde permaneceu em exibição até 1992. A partir de agosto de 1994 foi ao ar pela Rede Record, ficando até o final de 1995, com breves reprises em 1996. Mais tarde começou a ser exibida na CNT/Gazeta, em 1997, onde permaneceu até o final daquele ano.

A partir de 2009 começou a ser exibida pela Ulbra TV de Porto Alegre e Rede Brasil de Televisão, onde era mostrada às segundas.

A Everest Vídeo traduziu os créditos da abertura e do encerramento para o português. A distribuidora lançou toda a série em VHS e recentemente foi lançada pela Focus em DVD. Também teve um LP com os temas do seriado e bonequinhos lançados pela Apolo, além de máscaras, fantasias, espadinha, escudo e até o relógio refração dos heróis.

 



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin