Emissora: NBC.
Emissora no Brasil: TVS e Boomerang.
Transmissão Original: de 11 de setembro de 1976 a 1978.
Duração: 6 minutos.
Temporadas: 1 (34 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: DePatie-Freleng Enterprises.

 

O Desenho.


Após a estreia do filme Tubarão (Steven Spielberg) no cinema em 1975, uma onda envolvendo o peixe tomou o mundo e a figura assustadora do animal também foi tratada pelos veículos voltados para a criançada. Uma semana depois da Hanna-barbera estrear as aventuras do Tutubarão na ABC, uma produção da DePatie-Freleng Enterprises chegava à NBC no The Pink Panther Show com um tubarão como protagonista. O desenho estreou no dia 11 de setembro de 1976 e durou 34 episódios.

O desenho Meu Amigo, o Tubarão, apesar de não ter conseguido o mesmo sucesso do seu concorrente marinho da Hanna-Barbera, trouxe mais um personagem carismático que ficaria imortalizado na memória da criançada.

Todos os curtas foram dirigidos por Robert McKimson com co-direção de Marcus Sid e produção de David H. DePatie e Friz Freleng. A música foi composta para a série por Doug Goodwin.

Possivelmente para retratá-lo como um animalzinho mais distinto, o diretor Robert McKimson pediu aos animadores que vestissem o personagem com uma cartola e smoking e deu ao protagonista um leve sotaque alemão.

A História.


O desenho narrava as aventuras de um tubarão branco de cor azulada que usava um colete roxo com gola branca, gravata preta e chapéu preto alto, chamado Bocão. Levando em conta o apetite que esse tipo de animal naturalmente tem, Bocão também era um faminto peixe que passava parte do seu tempo à procura de comida, incluindo o peixinho Harry Bicudo que estava constantemente correndo, ou melhor nadando, de medo do tubarão branco. Felizmente para Harry, Bocão não conseguia resistir e sempre gritava “gotcha” antes de tentar devorar sua vítima, o que sempre servia como aviso para escapar.

A maior diversão de Bocão era assustar as pessoas usando para isso sua figura, que acreditava ser apavorante. Bastava passar um desavisado nadador ou pescador que Bocão logo aparecia para gritar: “peguei!”, para então cair na gargalhada enquanto suas vítimas fugiam desesperadas.

Seu inseparável amigo era um Peixe-Gato, que o respeitava acima de tudo, e por isso mesmo sempre o tratava por “Chefe”. Apesar da afinidade de ambos Bocão sempre chamava o pobre parceiro, quando estava chateado, por nomes como: “imbecil”, “idiota” ou “pateta”.

Os dois viviam correndo do temido caçador Fred-Sem-Medo, um sujeito que odiava tubarões e que por isso mesmo queria a carcaça de Bocão para sua coleção.

No Brasil.


Meu Amigo, o Tubarão chegou ao Brasil no no início dos anos 80, sendo transmitido com outros desenhos da DePatie-Freleng Enterprises na TVS.

Reprisado no Boomerang o desenho recebeu uma nova dublagem, onde o personagem passou a ser chamado como Misterjaw, o Sr. Tubarão. O nome Bocão nem aparece no desenho, o Peixe-Gato passou a ser chamado de Bagre e Harry Bicudo de Léo Linguado. O dublador Júlio Chaves redublou o personagem principal, enquanto seu fiel amigo foi redublado por Jorge Lucas e Léo Linguado por Clécio Souto.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin