Emissora: Rede Globo.
Transmissão Original: de  11 de outubro de 1971 a 15 de maio de 1972.
Duração: 8 minutos.
Temporadas: 1 (?? episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Rede Globo.

 

A Série.


Linguinha foi um seriado, com cerca de sete a oito minutos de duração, protagonizado por Chico Anysio. Voltado para o público infantil. Era apresentado de segunda a sexta, após o Jornal Nacional e antes da novela das 20h, no mesmo horário em que anteriormente era exibido o humorístico Você Tem Tempo (1971) também de Chico Anysio. Em São Paulo, eram reapresentados aos sábados os episódios da semana inteira.

O programa alcançou um dos maiores índices de audiência da televisão na época. O sucesso do personagem junto ao público infantil foi tão grande, que o grande trunfo das brincadeiras nos colégios era colocar a língua para fora imitando o herói.

História.


Chico Anysio fazia o personagem Lingüinha, que se transformava em super-herói quando colocava a língua para fora. Seu grande inimigo era Mr. Yes (Luiz Delfino), que tinha a seu serviço várias gangues, como os Marajoaras, comandados por um chefe cruel vivido por  Iran Lima. Mr. Yes queria dominar o mundo pela poluição do ar. Várias eram as máquinas construídas pela cenografia para o laboratório do vilão. Em cada capitulo eram gastos muitos quilos de gelo seco para que fosse produzida a criminosa fumaça que dominaria o mundo.

O pai de Linguinha, Lingote, era interpretado pelo próprio Chico Anysio, caracterizado como velho. Ele era viciado em vitaminas e curtia músicas de Valdick Soriano e de Carlos Galhardo. Tomava muito Elixir Paregórico e adorava misturar sal de frutas com Leite de Magnésio.

Grande Otelo, de peruca arrepiada, era Cassius Ali, o homem que elaborava os truques dos filmes de James Bond. Para se disfarçar, ele trocava seu nome para Mohamed Clay. O personagem fazia uma alusão ao herói do boxe no momento: Cassius Clay, que adotou o nome Mohamed Ali depois que se converteu ao islamismo. Entre os personagens também merecem destaque Monótonus (Jorge Lôredo), o bandido que repetia cinco vezes cada frase, e Careta (Nizo Neto), um menino de rua.

Nas histórias,  agente Linguinha, herói das crianças, dava sempre bons exemplos: não brigava, não matava, não usava armas e, no fundo, eram os bandidos que o perseguiam. Além disso, ele nunca saia de casa sem escovar os dentes, tomar banho e pentear os cabelos.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin