Emissora: ABC.
Emissora no Brasil: Rede Globo, Rede Manchete, Rede 21, TCM, Rede Brasil e Ulbra TV.
Transmissão Original: de 14 de janeiro de 1978 a 19 de maio de 1984.
Duração: 45-48 minutos.
Temporadas: 7 (152 episódios e 2 telefilmes).
Cores.
Companhias Produtoras: Spelling-Goldberg Productions.

A Série.


Em 1978 estreou na emissora norte-americana ABC, o seriado A Ilha da Fantasia. A série, criada por Aaron Spelling, foi originalmente gravada como dois filmes para TV antes de se tornar um seriado.

O primeiro filme, A Ilha da Fantasia, foi ao ar em Janeiro de 1977 e introduziu o conceito de Spelling de uma exótica ilha onde as fantasias se tornavam realidade com a ajuda de um homem misterioso que servia de anfitrião. Um ano depois o segundo filme foi exibido.

Com 157 episódios, A Ilha da Fantasia foi inspirada em O Barco do Amor, usando a mesma fórmula: convidados famosos e cenários tropicais. A série foi filmada em muitos lugares da Califórnia e Havaí. A clássica cena do assistente Tattoo, tocando o sino dando as boas vindas aos convidados, foi filmada na casa de campo da Rainha Anne, em Los Angeles. Atualmente os suntuosos jardins botânicos da rainha estão abertos ao público, por muito menos de 50.000 dólares.

Ao longo da produção alguns atores foram trocados, como Kimberly Beck que interpreta a assistente Cindy na segunda temporada. No sétimo ano, o inconfundível Tattoo vivido por Hervé Villechaize deixou a série por questões salariais e foi substituído por um mordomo chamado Lawrence, interpretado por Christopher Hewett.

Entre os vários convidados especiais que participaram da série estão: Peter Graves, Cyd Charisse, Phil Silvers, Larry Storch, Roddy McDowell (como o demônio), Sammy Davis Jr., LeVar Burton, Sonny Bono, Donny Most, Annette Funicello, Julie Newmar e Adam West. Os personagens regulares ainda incluíam Julie, a afilhada de Mr. Roarke e o substituto do Tattoo, Lawrence, que apareceu no final da temporada.

A série foi refilmada em 1998 com Malcolm McDowell interpretando Mr. Roarke, e mesmo esta versão tendo alguns elementos interessantes, não obteve o mesmo charme da série original.

 

A História.


A série mostrava o misterioso Senhor Roarke, um homem que supostamente podia fazer os desejos das pessoas se tornarem realidade, auxiliado pelo anão Tattoo. A história da origem do Senhor Roarke nunca foi revelada. Nem o público nem os visitantes nunca souberam como o Senhor Roarke chegou à ilha ou qual era o poder que lhe permitia garantir a realização das fantasias. Por 50.000 dólares belos e ricos hóspedes podiam passar uma temporada no paraíso tropical chamado “Ilha da Fantasia”.

Cada episódio iniciava com o Tatoo tocando o sino e gritando “Olha o avião ! Olha o avião!”. Este era o sinal para Mr. Roarke sair e os dois (sempre vestidos igualmente de smokings brancos) saudarem os ansiosos convidados quando eles descessem do avião. Enquanto os convidados recebiam as regras, Mr. Roarke resumidamente explicava a Tatoo (e por consequência aos telespectadores) qual era a fantasia de cada hóspede.

Uma fantasia típica poderia ter uma mulher simples desejando ser mais bonita ou um homem velho desejando voltar no tempo para se encontrar com um amor perdido; apenas para descobrir que a fantasia ainda deixava alguma coisa a desejar. Os episódios geralmente incluíam duas histórias, com a trama se alternando entre uma e outra, uma técnica também utilizada em outras séries de Aaron Spelling.

 

No Brasil.


Em janeiro de 1978 o primeiro telefilme foi exibido na Rede Globo, ao longo do ano a emissora exibiu também o segundo longa-metragem mas só começou a apresentar o seriado em dezembro, reservando o horário das 20h55 do domingo. A série ocupou esse espaço na programação até 1980, quando foi transferida para o sábado às 14h30.

Entre os anos de 1983 e 1984 o seriado voltou a ser apresentado nos domingos, dessa vez no horário das 15h. Em 1985 passou a fazer parte da faixa de horário Sessão Aventura, onde permaneceu até 1986, saindo da programação da Globo em seguida.

Em 1987 estreou na TV Manchete, sendo mostrada diariamente às 19h3o. Entre os anos de 1989 e 1991 Ilha da Fantasia foi apresentada nas madrugadas da Manchete até desaparecer da programação da emissora.

Em 2004, depois de longa ausência da televisão brasileira, a série voltou a ser exibida pela Rede 21 e pelo canal TCM diariamente. Também passou na Rede Brasil e na Ulbra TV.

 



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin