Emissora: Yomiuri TV.
Emissora no Brasil: TV Record.
Transmissão Original: de 1º de abril de 1967 a 23 de março de 1968.
Duração: 23 minutos.
Temporadas: 1 (52 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Daichi Doga.

O Desenho.


Fantomas foi criado em 1947 nas histórias em quadrinhos. Mas um predecessor já aparecia em uma espécie de teatro de imagens chamado kami-shibai (um artista contava uma história e mostrava cartazes com desenhos para ilustrar), uma diversão popular entre as crianças japonesas no pós-guerra.

A série foi produzida pela Dai- iti Animation, com 52 episódios antológicos em 1967 sendo transmitida pela TV Yomiuri a partir de 1 de abril. Um ano antes, o herói estreou no Japão em um live-action da Toei Company.

O título original é traduzido como “Morcego Dourado”, sendo este o verdadeiro nome de Fantomas, e não apenas o do mensageiro que antecedia suas aparições. O título nacional da série foi uma tentativa de capitalizar a semelhança entre o rosto do herói com a máscara de um famoso lutador de luta-livre popular nos anos 60 e 70.

A História.


Um famoso arqueólogo possui um livro sobre os mistérios da Atlântida, entre os quais está as informações de que o “Continente Perdido” emergirá, então ele parte junto com sua filha Marie, para uma expedição de navio em busca de Atlântida. Coincidentemente um cientista chamado Dr. Zero está testando uma arma secreta, com a qual deseja dominar o mundo, e destrói o navio em que está o arqueólogo e sua filha. Marie, a única sobrevivente, boia no Atlântico com o livro de seu pai e é resgatada pelo Dr. Steel, um homem que dedica seu trabalho a descobrir formas de combate à fome e doenças epidêmicas, usando o Super Carro como transporte. O Super Carro necessita de água potável, para seus motores e então, nossos amigos resolvem pousar a nave em uma ilha que encontram, quando descobrem tratar-se da lendária Atlântida, agora de volta à superfície devido a uma explosão vulcânica.

Na ilha, eles são atacados pela mão gigante. No meio da correria para fugir, encontram a tumba do imperador Ogon Bat, e após decifrarem os hieróglifos, que dizem que a cada 10000 anos um grande mal ameaça a Terra, e somente o guerreiro que está no esquife pode vencê-lo, Marie derrama água por sobre seu corpo esqueletizado, ressuscitando o esqueleto vivo Fantomas, que assim inicia sua guerra contra as forças do Doutor Zero.

Por ter revivido Fantomas, Marie se torna sua protegida e, quando necessário, ela evoca o “morceguinho dourado” que antecede a chegada de Fantomas e depois se torna uma tatuagem no braço do herói. Fantomas defende também os amigos de Marie, que são: o cientista Steele, seu filho Terry e o assistente Gabi.

Fantomas tem um nível de poder incomparável. É extremamente veloz e sua força lhe permite erguer muitas toneladas. Além disso, ele pode controlar tempestades, criar terremotos, voar a grandes velocidades e até viajar por outras dimensões. A maior arma de Fantomas é sua clava, que pode se mover sozinha segundo a vontade do herói e até rasgar qualquer coisa.

Mesmo tendo um incrível poder e um corpo feito de um metal indestrutível, sua única fraqueza é a desidratação. Se o corpo dele ficar completamente sem o menor vestígio de umidade, ele ficará imóvel. No entanto, essa desidratação completa só pode ser conseguida com o uso de máquinas.

Da sala de comando da Torre Zero, o monstruoso Doutor Zero e seus ajudantes planejam dominar a civilização. O Doutor Zero possui uma garra de aço no lugar da mão esquerda e quatro olhos, cada um capaz de disparar um raio diferente. Seu principal ajudante é Gorgo. Na luta contra Fantomas, o Doutor Zero convoca vários como o Máscara Negra, o Fantasma de Luz, o Gato Preto, o Homem-Leão, as Crianças Newton, o Vampiro e inúmeros outros.

O maior rival de Fantomas é um ser que está diretamente ligado à sua existência: o satânico Doutor Morte, que também revive nos tempos modernos para uma revanche, quando dentro da Torre Zero, Fantomas enfrenta o último dos monstros e é surpreendido pelo retorno do Doutor Morte. Ambos vão para a quinta dimensão, um local de onde os mortos jamais podem retornar. No difícil duelo, Fantomas mata seu rival e, assim, parte para descansar até que seus poderes sejam novamente úteis para a humanidade.

No Brasil.


O desenho estreou no Brasil na TV Record em maio de 1973, às 18h30. Na emissora ficou até 1977, quando já ocupava outro dia e horário. Só voltou a ser exibido na Record em 1981, dessa vez permanecendo quase um ano na programação.

No Brasil, foram feitas duas dublagens pela Cine Castro. Na primeira, ainda com as películas de 16 mm em branco e preto, chamaram o desenho de Fantomas; isso no final dos anos 60. Quando a TV colorida chegou por aqui, no início dos anos 70, novas cópias do desenho foram adquiridas e redubladas, pela mesma equipe de dublagem da Cine Castro que havia efetuado a primeira dublagem, porém, inexplicavelmente, chamaram o desenho de Fantaman – O Guerreiro da Justiça.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin