É um desenho animado dos anos 80, com aventuras sobre uma raça de pequenos duendes, incluindo Fininho Pacote, Dodó e Lero Lero,

Emissora: CBS.
Emissora no Brasil: TV Manchete e Cartoon Network.
Transmissão Original: de 12 de setembro de 1981 a 4 de setembro de 1982.
Duração: 30 minutos.
Temporadas: 1 (13 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Hanna-Barbera Productions.

O Desenho.


Em 1981 estreava na emissora americana CBS uma produção da Hanna-Barbera que trazia uma família de trolls brincalhões como protagonistas, tratava-se de A Família Trololó. A produção inspirada no seriado Os Gatões (The Dukes of Hazard) e nos Troll Dolls – uma linha de bonecos representando duendes com cabelos peludos – apresentou 26 episódios de aproximadamente 30 minutos cada, onde narrava aventuras repletas de perseguições de carros e figuras estranhas, porém simpáticas.

Outra forte influência do programa foi a animação Smurfs, embora a pele dos Trololós tivesse uma maior variedade de cores e seu sotaque se apresentasse carregado de expressões caipiras. A grande semelhança porém estava no fato deles frequentemente usarem a palavra “trololó” em suas frases, a exemplo dos personagens azuis de gorrinho branco.

O desenho apresentava dois segmentos por programa, assim durou apenas 13 exibições. Apesar da boa repercussão de A Família Trololó, fazendo com que os personagens ganhassem inclusive versões em quadrinhos, a produção durou apenas dois meses em sua exibição original, que era levada ao ar no conhecido Saturday-Morning Cartoons da CBS. Depois viveu de reprises até o início de 1982, desaparecendo por completo da televisão americana, onde só retornou em 1985 no USA Cartoon Express.

A História.


Os Trollkins eram uma raça de duendes que tinham a pele nas mais variadas cores, verdes, azuis e cor-de-rosa e moravam numa mini-civilização subterrânea chamada Trolololândia (Trolltown), cujo acesso era por uma árvore. Lá a vida moderna era possível graças ao uso de dispositivos como aranhas, pirilampos, e outros elementos naturais que acabavam dando uma forcinha na parte tecnológica da cidade.

As aventuras giravam em torno do personagem verde Fininho Pacote, sua amiga cor-de-rosa Dodó e o animal de estimação Lero Lero, uma espécie de cachorro azul que usava mímica e ruídos para se expressar. O pai de Fininho, o Prefeito Pacote (Lumpkin), era um administrador muito nervoso e completamente incompetente, cujo jeito de falar lembrava o Avesso de Carangos e Motocas, confundindo as sílabas e as corrigindo no meio do diálogo.

Além desses, a animação mostrava ainda o Xerife Xotrão, pai de Dodo, que era mais educado que o prefeito, e vivia acompanhado de dois assistentes, a graciosa de pele púrpura Dotty e o incompetente e desastrado de cor azul Xispa (Flake), que formavam a Patrulha Tróloló, se encarregando da manutenção da lei e ordem em Trolololândia.

A Patrulha Tróloló, apesar das trapalhadas, precisava combater uma gangue de motoqueiros rebeldes, os Troll Choppers que aterrorizava os cidadãos de tempos em tempos, mas eram apenas um incômodo e não uma representavam uma grande ameaça.

 

No Brasil.


No Brasil, o desenho animado A Família Trololó estreou em 1983 dentro do infantil Clube da Criança, na época apresentado por Xuxa na TV Manchete. Ficou na programação da emissora até 1984. Foi reapresentado pelo canal por assinatura Cartoon Network.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin