Emissora: NBC.
Emissora no Brasil: TV Excelsior, Rede Globo, TV Record, SBT, Warner Channel e RetrôTv.
Transmissão Original: de 8 de setembro de 1966 a 5 de abril de 1968.
Duração: 60 minutos.
Temporadas: 2 (57 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Banner Productions.

O Personagem.


Tarzan surgiu em outubro de 1912 na revista “All Story” já com grande sucesso. E não parou mais. Quando morreu, em 1950, Edgar Rice Burroughs já tinha escrito vinte e seis livros com o personagem.

O personagem apareceu em mais vinte e quatro livros e em diversos contos avulsos. Outros escritores também escreveram obras com o herói: Barton Werper, Fritz Leiber, Philip José Farmer etc.

O primeiro Tarzan do cinema foi Elmo Lincoln, no filme Tarzan, O Homem Macaco (Tarzan Of The Apes), de 1919. Lincoln também estrelou o filme seguinte, O Romance de Tarzan (Romance of Tarzan, 1918) e o seriado As Aventuras de Tarzan (The Adventures of Tarzan, 1921, quinze episódios). Na era muda foram produzidos quatro filmes e quatro seriados com o herói; além de Lincoln, ele foi interpretado, entre outros, por Gene Pollar e James H. Pierce.

O primeiro Tarzan do cinema sonoro foi também o mais famoso: o nadador estadunidense Johnny Weissmuller, que encarnou o herói em doze fitas, primeiro na MGM, depois na RKO. O refinado lorde dos livros foi transformado por Weissmuller em um selvagem que conseguia apenas grunhir e emitir frases monossilábicas, do tipo “me Tarzan, you Jane”. Weissmuller é responsável por emitir, pela primeira vez, o famoso grito de vitória de Tarzan. Esse grito, que seria reproduzido por todos os Tarzans subsequentes, não passava de uma hábil mixagem dos sons de um barítono, uma soprano e de cães treinados. Quando já não possuía o físico necessário para viver o herói, Weissmuller estrelou a série Jim das Selvas. Foram dezesseis filmes entre 1948 e 1955. Nesse ano, o herói foi para a televisão, onde foram feitos vinte e seis episódios de meia hora cada, com um Weissmuller já gordo e envelhecido.

Outros Tarzans que ficaram famosos foram Lex Barker, que substituiu Weissmuller a partir de 1948 e Gordon Scott, que é considerado por alguns críticos como o ator que melhor interpretou o herói. Já Mike Henry é visto como o mais parecido com os desenhos de Burne Hogarth.

A Série.


A história de Tarzan é conhecida por todos mas ela veio para a televisão em 1966 com algumas pequenas mudanças no enredo. Primeiro que a sua companheira Jane não aparece durante toda a série, Tarzan era ajudado apenas por uma chimpanzé chamada Cheetah e pelo órfão Jai (Manuel Padilla Jr). Além disso, ao contrário do cinema, onde o herói utilizava um vocabulário limitado, a versão mostrava um Tarzan mais civilizado e culto.

A série Tarzan chegou à televisão, pelas mãos do produtor Sy Weintraub após várias tentativas de se criar uma tele série do personagem terem falhado. Produzido pela Banner Productions, o programa fez bastante sucesso no Brasil mas teve apenas duas temporadas. Uma curiosidade estava nas locações utilizadas nas filmagens, que incluíam o Brasil.

O ator convidado para interpretar o Homem Macaco foi Ron Ely, que também fez para o cinema o papel de outro personagem dos quadrinhos, o Doc Savage. Ely ficou famoso por dispensar dublês nas cenas de perigo. Isso resultou em inúmeros acidentes que, de vez em quando, paralisavam a produção. O famoso grito do herói era o mesmo dos filmes para o cinema estrelados por Johnny Weissmuller.

Devido aos altos custos de produção e a queda da audiência, a NBC cancelou Tarzan em 1968. Durante a produção da série, quatro longa metragens foram exibidos, a maioria aproveitando cenários da série.

A História.


Na série de televisão, o personagem Earl Greystoke, ainda bebê, fica órfão depois que seus pais americanos morrem em um acidente aéreo no continente africano. Achado e criado pelos grandes macacos, o menino recebe o nome de Tarzan, que significa “Pele Branca”. Não muito tempo depois, o jovem Earl é resgatado pelos parentes e levado para ao seu país de origem, onde recebe educação e entra para a Universidade, tornando-se um fenômeno dos esportes, inclusive no caratê, esporte que ele domina.

Decepcionado com a civilização, Earl volta para a Selva Africana, tornando-se novamente Tarzan. Apesar de algumas diferenças entre a caracterização de Ely com o personagem original de Burroughs, a atuação de Ron é tida por vários autores como a mais próxima do personagem descrito por Burroughs. Evidentemente que nos livros de Burroughs, Tarzan jamais frequentou uma Universidade, mas tinha o dom de aprender as coisas com facilidade.

No Brasil.


O Brasil serviu de locação para alguns episódios do seriado. Os primeiros episódios da série de Tarzan tiveram como cenário o Paraná. Foram rodadas cenas de Tarzan numa pedra sobre as Cataratas do Iguaçu, na tripla fronteira entre Argentina, Paraguai e o Brasil.

A série chegou ao Brasil em 1969 pela extinta TV Excelsior, sendo exibida aos domingos às 19h. sua estreia foi adiada até que a dublagem ficasse pronta, sendo colocada na programação episódios da série Agente da UNCLE. Posteriormente foi apresentada nas tardes da Rede Globo entre os anos de 1972 e 1975.

Em 1977 foi adquirida pelo Sistema Brasileiro de Televisão, sendo mostrada pela TV Record em São Paulo e demais estados e pela TVS no Rio de Janeiro. Na ocasião uma redublagem foi encomendada e realizada pela Herbert Richers. Em 1981 passou a ser exibida apenas no SBT já com o sistema integrado, figurando em vários dias e horários até 1985.

Depois de dois anos fora da televisão brasileira a série retornou pela Warner onde foi apresentada com a dublagem da Herbert Richers até 1989.

Foi ainda apresentada com legendas pelo canal a cabo Retrô no final dos anos 90.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin