É um anime dos anos 60 que apresenta a princesa Safiri, da Terra de Prata, que se veste de cavaleiro para reclamar seu trono.

Emissora: TV Fuji.
Emissora no Brasil:  TV Record, TV Tupi e TVS.
Transmissão Original: de 2 de abril de 1967 a 7 de abril de 1968.
Duração: 22 minutos.
Temporadas: 1 (52 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras:
DiC Entertainment.

O Desenho.


A Princesa e o Cavaleiro foi baseado na publicação do Manga publicado de 1953 a 1956 e tornou-se um clássico da animação japonesa. A saga da princesa Saphire, que estreou na TV Asahi no dia 2 de abril de 1967, totalizou 52 episódios e foi um dos primeiros animes shoujo.

Osamu Tezuka definiu que os principais protagonistas de seu desenho teriam nomes de metais preciosos e pedras preciosas e os vilões da história, teriam nomes baseados em ligas baratas ou sintéticas. Daí os nomes de Saphire, Duralumínio e Nylon.

A Princesa e o Cavaleiro, além de ser um desenho clássico, possui elementos da mitologia grega, cristã, e uma suspeita propaganda da bissexualidade.

Um destaque é a trilha sonora de Issao Tomita, que deu um toque monumental à série, especialmente no encerramento dos episódios e nas aparições do Cavaleiro Vingador.

A História.


Nascida nos tempos medievais no Reino de Prata, um reino cujas leis impedem uma mulher de subir ao trono, Saphire é criada como menino a fim de afastar a cobiça do Duque Duralumínio, o parente mais próximo do Rei e candidato direto à sucessão do trono. Longe dos olhos do público, Saphire mantém sua feminilidade, o que não a impede de se tornar uma grande espadachim, agindo secretamente como o Cavaleiro Vingador, um herói medieval.

Saphire tem seu próprio anjo da guarda: Ching, um anjinho travesso enviado à Terra como punição por suas molecagens no céu. Ching deu para a Princesa Saphire um coração azul antes que o Anjo Chefe lhe desse um coração rosa para ser uma menina. Ching foi enviado do céu para buscar o coração azul de Saphire e transformá-la em uma menina meiga e agradável. Ching procurou durante 12 anos e quando ele a acha a aventura começa.

Da Terra do Ouro veio o Príncipe Franz, por quem Saphire se apaixonou e foi correspondida pois ele percebeu que ela era uma garota. Juntos combatiam o mal de seus rivais Duque Duralumínio e seu companheiro medroso Nylon, que estavam sempre planejando armadilhas para desmascarar Saphire, além do bruxo Satã e a organização Unidade X.

No Brasil.


A Princesa e o Cavaleiro foi exibido no Brasil a partir de 1973 na TV Record, indo ao ar diariamente às 19h. Na TV Tupi do Rio de Janeiro o desenho começou a ser apresentado a partir de 1974, sendo levado ao ar junto com Esper, O Garoto a Jato às 17h. A partir de 1977 também foi exibido pela Record do Rio.

No começo dos anos 80 começou a ser mostrado na TVS até 1984. Marcou toda uma geração e tornou-se símbolo da animação japonesa para alguns.

No Brasil o desenho teve duas dublagens, uma realizada pela AIC – São Paulo e outra pela Cinecastro,

Nos anos 90 o desenho A Princesa e o Cavaleiro foi lançado em quatro fitas VHS e em 2012 a Focus Filmes o comercializou por aqui em DVD com a dublagem original.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin