Emissora: Syndication.
Emissora no Brasil: TV Excelsior, TV Tupi e Rede Manchete e TV Record.
Transmissão Original: de 29 de setembro de 1959 a 20 de outubro de 1961.
Duração: 6 minutos.
Temporadas: 3 (45 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Hanna Barbera Production.

O Desenho


Uma sátira aos filmes de detetives Olho Vivo e Faro Fino foi produzido pela Hanna-Barbera para compor o segmento Quick Draw McGraw (Pepe Legal).

Onde naturalmente se via gato e rato como inimigos, o desenho trouxe a ideia de uni-los para viver aventuras, onde trabalhavam juntos como detetives particulares. A própria dupla William Hanna e Joseph Barbera já havia trabalhado em séries com personagens antagônicos como em Tom & Jerry.

Juntos estrearam nos Estados Unidos, em syndication, no dia 19 de setembro de 1959 e assim permaneceu por três temporadas, que foi encerrada no dia 20 de outubro de 1961, num total de 45 episódios. Pouco tempo depois voltou a ser reapresentado pela rede CBS, entre 1963 a 1966.

As vozes originais tanto de Olho Vivo quanto de Faro Fino foram vocalizados por Daws Butler, onde o gato Olho Vivo imitava a maneira concisa de falar de Jack Webb na série Dragnet, mas na versão brasileira, naturalmente ele perdeu essas características.

Tiveram participação especial de outros personagens Hanna-Barbera em seus desenhos como Leão da Montanha, Hardy e o Patinho Duque.

Durante a época que Olho Vivo e Faro Fino foi apresentado na televisão, eles também passaram a ser comercializados, assim como a maioria dos personagens de Hanna-Barbera, como brinquedos, vestuários, entre outras mercadorias.

 

A História


Olho Vivo e Faro Fino era uma dupla de detetives, que tinha sua própria agência, eram muito famosos e composto por um gato que geralmente assumia o comando de todas as missões, e um rato que seguia suas ordens, além de admirar todas ações do gato, mesmo ele não sendo lá essas coisas.

Toda vez que um de seus suspeitos fugia, Olho Vivo gritava “Pare em nome da lei!!”, que acabou se tornando uma de suas frases mais célebres. Olho Vivo  usava um chapéu pontudo muito parecido com a de Sherlock Holmes e o rato Faro Fino um chapéu de aba comum e ambos usavam capas de chuva, que era a marca registrada dos detetives televisivos e cinematográficos da época.

As aventuras começavam com eles sendo chamados por causa de algum acontecimento, como roubo ou sumiço de um objeto valioso. Investigando o caso os dois acabavam passando por diversos apuros e sempre no término do episódio, a solução acabava de uma forma inusitada ou inesperada, com os protagonistas às vezes se dando bem e em outras arranjando mais encrenca ainda.

 

A Volta


Em 1973 os dois personagens voltaram à telinha na série animada A Turma do Zé Colméia, onde dividiam as atenções com grandes personagens da Hanna Barbera como Pepe Legal, Dom Pixote e Leão da Montanha, vivendo aventuras a bordo de uma arca. Em 1977, os inseparáveis detetives apareceram fazendo parte da equipe “Os Abelhudos” no desenho Os Ho-Ho-Límpicos, onde eles participavam de competições olímpicas contra as equipes “Os Assombrados” e “Os Rabugentos”.

No Brasil


A dublagem do desenho no Brasil realizada pela AIC – São Paulo foi um dos destaques do desenho. O segmento era apresentado ao lado de dois desenhos animados bem famosos: Bibo Pai e Bóbi Filho e Pepe Legal.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin