Emissora: ABC.
Emissora no Brasil: Rede Globo.
Transmissão Original: de 9 de setembro de 1967 a 14 de junho de 1970.
Duração: 25 minutos.
Temporadas: 3 (52 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Grantray-Lawrence Animation.

O Personagem.


Homem-Aranha é um dos mais e populares super-heróis das histórias em quadrinhos, criado pela Marvel. O herói aracnídeo é protagonista de séries animadas, filmes, jogos e outras formas de mídia. Suas revistas estão entre as mais vendidas do gênero no mundo há décadas.

O herói foi criado por Stan Lee, com seu parceiro Steve Ditko. Na época do início da publicação de Homem-Aranha no começo da década de 1960, os heróis seguiam um padrão mais ou menos uniforme de rigidez moral e retidão, tanto em suas vidas normais quanto quando travestidos em seus alter-egos. O Homem-Aranha, contudo, foi o primeiro herói a ganhar dinheiro com o uso de seus poderes.

É, portanto, um dos super-heróis mais humanizados das histórias em quadrinhos, o que o levou a um sucesso estrondoso e a uma competição direta de popularidade com ícones do nível de Superman e Batman.

A Desenho.


Um ano após os Heróis Marvel alcançarem uma boa repercussão com seus desenhos “desanimados”, a produtora Grantay & Lawrence em associação com a Kratz Animation se encarregou de trazer para as telinhas outro personagem de sucesso da editora, o Homem-Aranha. A Grantay produziu apenas a primeira temporada, as outras duas foram realizadas pela Ralph Bakishi na Cidade de Nova Iorque.

O desenho, que foi exibido pela rede ABC, estreou em 9 de setembro de 1967 e teve em sua primeira temporada 40 episódios. A segunda produzida em 1968 teve metade disso e na última foram produzidos mais 19 episódios.

O desenho teve como consultor John Romita, que na época substituía o criador do personagem, Stan Leen, na publicação das histórias em quadrinhos. Já a animação ficou a cargo de Ralph Bakshi, que, anos mais tarde, seria consagrado como um rebelde no meio da animação.

Na série, uma das mais fieis aos gibis, as poucas mudanças ficaram por conta do visual do herói, afim de conter os gastos. Entre elas as teias do uniforme, que foram desenhadas apenas nas botas, luvas e na máscara. Já os olhos do aracnídeo podiam piscar.

O último episódio da série foi apresentado no dia 14 de junho de 1970, totalizando 52 episódios.

A História.


Peter Parker é um cientista adolescente, que após ser mordido por uma aranha radioativa desenvolve uma força surpreendente e os poderes da aranha. Então ele decide utilizar esses talentos para lutar contra a criminalidade e passa a usar uma roupa de super-herói e logo, seu nome fica conhecido junto à imprensa como Homem-Aranha.

Parker trabalha como um fotógrafo independente para o jornal Diário Cometa, onde tem que lidar com o chefe chato J. Jonah Jameson, um antiaracnídeo que sempre publica manchetes declarando que o Homem-Aranha é um criminoso. Peter tem um o romance com a recepcionista do jornal, Betty Brant.

Fora do jornal Peter mora com a sua Tia May em Forest Hills, detalhes esses quase nunca mostrados, assim como sua vida na faculdade. Somente às vezes ele faz algumas visitas a alguns professores.

O herói combatia os mais variados tipos de vilões, entre eles: Mistério, Duende Verde, Lagarto, Doutor Octopus, Homem-Areia. Já na segunda e terceira temporada, os vilões foram praticamente eliminados e mostrava um outro lado do Homem-Aranha, que combatia vilões genéricos e também monstros.

No Brasil.


O desenho estreou na TV Bandeirantes em 1968 numa faixa intitulada Sessão Tic Tac onde era mostrado junto com Robin Hood às 19h. Na Bandeirantes ficou até 1970 transferindo-se no ano seguinte para a Rede Globo, onde passou a ocupar o horário vespertino reservado à criançada até 1976.

Na dublagem original realizada no Brasil pela Riosom, alguns nomes de personagens foram mudados para se adaptarem mais à realidade nacional. Peter Parker foi mudado para Pedro Prado, Tia May ficou sendo chamada de Tia Maria e J. Jonah Jameson foi transformado em J. Jonas Jaime! Foi no estúdio que a canção de abertura ganhou letra em português.

Esteve por um período na Rede Globo também durante a década de 1980. Para essa exibição recebeu uma redublagem do estúdio carioca Herbert Richers, onde os nomes dos personagens foram mantidos como nos originais e a abertura foi apresentada com sua música em inglês.

Alguns dos episódios foram lançados em vídeo no Brasil.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin