Emissora: NBC.
Emissora no Brasil: Rede Globo e Sci Fi Channel.
Transmissão Original: de 6 de setembro de 1969 a 25 de abril de 1970.
Duração: 30 minutos.
Temporadas: 1 (17 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: DePatie-Freleng Enterprises.

O Desenho.


Produzido em 1969 pela DePatie-Freleng Enterprises o desenho Grump, o Feiticeiro Trapalhão, apresentava histórias cheias de seres místicos e de fantasia, num cenário psicodélico, o que agradou em cheio uma juventude às portas dos anos 70.

Os produtores queriam misturar elementos do clássico Mágico de Oz com Submarino Amarelo dos Beatles. Para compor o personagem Grump, o animador Friz Freleng tomou como base outro personagem seu, criado para Warner Bros., o Eufrazino Puxa-Briga (Yosemite Sam), conhecido pelo seu jeitão raivoso e briguento. Já o dragão teve como inspiração o personagem do curta Knighty Knight Bugs (1958), onde o Pernalonga se via as voltas com dragão cuspidor de fogo do Eufrazino. A mistura, muito bem realizada acabou rendendo 17 episódios de.

O desenho estreou na emissora americana NBC (National Broadcasting Company) e mesmo durando apenas uma temporada, continuou sendo reprisada NBC continuou a ar reprises até 28 de dezembro de 1970.

A História.


A história começa quando o garoto Terry Dexter, inexplicavelmente chega a um mundo colorido e de formas magníficas, localizado em outra dimensão, onde habitavam serem mágicos e criaturas místicas. Aquela Terra era governada pela Princesa Aurora (Down na redublagem), e apesar de mundo bonita estava sob domínio do temido feiticeiro Rabugento (Grump na redublagem). O perverso bruxo havia lançado sobre o reino, um feitiço que cobriu de amargura todo o lugar, com isso ficou com o controle do reino e tinha a pretensão de conquistá-lo definitivamente.

A governante do reino só tinha uma solução para reconquistar sua terra e transformá-la novamente num lugar feliz, viajar até a Terra das Mil Cavernas para encontrar a Gruta das Orquídeas Assobiadeiras, onde poderia encontrar a Chave-de-Cristal, o único artefato capaz de desfazer o feitiço do mágico. Aurora acaba recebendo a ajuda de Terry Dexter que passa a acompanhá-la na missão. Os dois embarcam num veículo parecido com um dirigível, com uma sombrinha bem estranha no lugar do balão, e juntos com Beep, uma criatura de corpo vermelho com várias manchas psicodélicas. O nariz de Beep tem vida própria no momento em que fareja algo. O grupo vai conhecendo criaturas exóticas em lugares como “Mundo dos Relógios” ou “Mundo das Portas”.

Para evitar que a princesa encontrasse a chave, o bruxo perseguia a todo momento a princesa, criando armadilhas para dificultar a jornada do grupo. Rabugento Voava em seu dragão verde, chamado Ringo, uma criatura completamente atrapalhada que sofria de uma alergia, fazendo-o espirrar fogo o tempo todo, queimando o bruxo.

A Princesa Aurora, Terry e Beep acabam passando por terras habitadas por seres estranhos e exóticos, como os Destaque para o visual psicodélico do desenho

No Brasil.


No Brasil, o desenho Grump, o Feiticeiro Trapalhão estreou em 1970 na Rede Globo a partir da década de 1970. A dublagem original ficou a cargo da empresa Telecine, que dublava grande parte das animações da DePatie-Freleng Enterprises que chegavam por aqui. Na dublagem original alguns nomes de personagens foram traduzidos: A Princesa Dawn virou Princesa Aurora e Grump foi chamado de Rabugento.

Na década de 1980 o desenho teve uma redublagem, realizada pela Cinevídeo. Nesse trabalho, além da troca de vozes, o nome dos personagens foram mantidos como no original.

Grump, o Feiticeiro Trapalhão também foi exibido no Brasil pelo canal à cabo Sci Fi Channel.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin