É uma novela mexicana exibida pelo SBT sobre a professora Lupita e seus alunos da escola Pátria Unida, onde acontecem histórias engraçadas e tristes.

Emissora: Televisa.
Emissora no Brasil: SBT.
Transmissão Original: de 15 de julho de 2002 a 14 de março de 2003.
Duração: 45 minutos.
Temporadas: 1 (155 capítulos).
Cores.
Companhias Produtoras:
Televisa.

 

A Novela.


“Olá. Você acaba de passar para o segundo grau do primário e está na escola ‘Pátria Unida’. Mas não fique nervoso por ser novo na classe: aqui encontrará muita gente que fará você passar por momentos divertidos…” com essa premissa começava a novelinha Viva às Crianças! – Carrossel 2.

Viva às Crianças! – Carrossel 2 foi uma telenovela mexicana produzida em 2003 pela emissora mexicana Rede Televisa. Já havia tido outras duas versões, uma em 1989 chamada Carrossel, e outra em 1992, chamada Carrossel das Américas. As três versões foram exibidas no SBT, e deu bons índices de audiência (chegando a 13 pontos), virando mania entre as crianças, contudo não conseguiu alcançar o estrondoso sucesso da primeira versão.

.

Essa versão mudava um pouco o formato, mas continuava respeitando valores como amor, justiça e liberdade. A principal diferença estava na narrativa mais dinâmica. A trama oferecia novos conflitos, muitas travessuras e elementos caricaturais que resultavam em situações cômicas.

A novela foi protagonizada por Andrea Legarreta e Eduardo Capetillo e antagonizada por Alejandra Procuna. Entre as crianças os destaques ficavam por conta de Óscar Alberto López, Natalia Juárez, Christian Stanley, Andrés Márquez, Juan de Dios Martín e Daniela Aedo que mais tarde faria Carinha de Anjo.

 

A História.


A história de Abel Santacruz narra as aventuras de um grupo de crianças da segunda série do ensino fundamental, na escola Pátria Unida. A trama mostra a relação de extrema confiança que se desenvolve durante o ano escolar entre as crianças e sua professora. Ao mesmo tempo, diferentes acontecimentos ressaltam o carinho, a solidariedade e a amizade que cresce entre todos os personagens.

Neste colégio, além das crianças, encontram-se os principais personagens da trama. A professora Lupita, afilhada de Joaquim, o porteiro da escola, Alaíde, a diretora que apesar de ser uma mulher boa, é severa com as crianças; e Inácio, um homem rico e generoso que apoia a instituição e demonstra um carinho especial por Lupita. Outra presença marcante é a professora Verruguinha, que ajuda os alunos em suas travessuras e brincadeiras.

.

As crianças incluíam Lucas Batalha, o mais gordinho e mais velho da sala;  Marisol a menina brincalhona que é a namorada de Diogo; Diogo Jr. , o mais sensivel e o mais novo da sala; Simoninha Molina, a mais estudiosa que só gosta de crianças de sua mesma classe social e despreza seus colegas; Ângelo, um menino doce e ingênuo que é apaixonado por Simoninha, mas sempre é desprezado por ela porque é negro; Yuki Wong Ton, que veio da China, e é um dos mais travessos da sala; Damião, o mais bagunceiro da sala, que vive fazendo travessuras junto com Yuki; Brisa, a irmã de Damião que sempre é incomodada por ele; Poliana, a gordinha do grupo, simpática e sentimental; Cindinha, a mais triste da sala, porque sofre o drama da separação de seus pais; Guilherme (Memê), o mais pobre da sala, quando entrou para o grupo ele era mais agressivo e revoltado por causa de sua madrasta que sempre o tratava mal; Santiago, o menino mais inteligente da sala e aparentemente o líder; Estrella, uma menina sensível que vive em uma cadeira de rodas; Wendy Anderson, que veio dos Estados Unidos e tem um sotaque muito carregado; Rodrigo, o mais rico da sala junto com Simoninha, e que vive desprezando seus colegas.

Mais tarde, conheceremos Afonso Galhardo, um rico fazendeiro, que não conseguiu se recuperar da dor da separação de sua mulher. Porém, quando conhece Lupita sente que pode voltar a amar. Outra pessoa importante é Emiliano Leal, o novo professor.

Outras tramas mais fantasiosas vão aparecendo na novela como a do cientista maluco que inventa uma máquina de encolher pessoas, e começa a capturar as crianças para cria-las em uma caixa; há ainda o menino alienígena que se torna amigo das crianças da escola.

 

No Brasil.


A novelinha estreou no Brasil no dia 27 de janeiro de 2003, como uma estratégia do Diretor de Programação do SBT, Mauro Lissoni, que queria aumentar em um terço a média de audiência do horário das 19 horas – dos 15 pontos em 2002 para 20. Mas apesar de uma boa repercussão, não obteve o tão esperado sucesso do clássico Carrossel original. Foi exibido até  14 de outubro de 2003.

Na época em que a trama foi exibida no SBT foram feitas várias matérias sobre a novela no programa Falando Francamente de Sônia Abrão. Essas matérias foram gravadas no México, com entrevistas dos personagens Marisol, Angelo e Simoninha.

.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin