É um seriado brasileiro de grande sucesso nos anos 60, cujos episódios giram em torno de uma família engraçada, incluindo o folgado Bronco.

Emissora: TV Record.
Transmissão Original: de 23 de maio de 1967 a 3 de julho 1971.
Duração: 60 minutos.
Temporadas: 5 (?? episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: TV Record.

A Série.


Quando a Equipe A da TV Record (Newton Travesso, Manuel Carlos, Raul Duarte, A.A.A. de Carvalho) recebeu a incumbência de criar um programa humorístico com números musicais e esquema teatral, Travesso sugeriu um programa que narrasse a vida cotidiana de uma família de classe média, nasceu então A Família Trapo. 

A maior dificuldade do seriado era escrever um script de 40 páginas semanalmente, mas Carlos Alberto de Nóbrega e Jô Soares davam conta do recado e tinham uma sintonia excelente. O resultado foi que o programa tornou-se líder de audiência por quase três anos.

Uma animada plateia lotava os teatros da Record e Paramount, em São Paulo para assistirem as gravações do programa. Os ingressos eram cobrados, mesmo assim havia uma grande disputa por um lugar para acompanhar as engraçadas aventuras da divertida e confusa família Trapo – nome extraído da família Von Trapp, de A Noviça Rebelde.

O programa quase sempre apresentava convidados ilustres. É histórica a cena com Pelé, que humildemente recebeu lições de futebol de Bronco, num episódio até hoje reexibido pela Record, e um dos poucos que sobreviveu ileso a um desastroso incêndio na emissora.

A  Família Trapo era gravada ao vivo, numa única sessão, e era inevitável que os improvisos fossem ao ar. Golias não escolhia lugar para loucuras,  por várias vezes interrompeu os diálogos do programa para ir ao banheiro, sempre avisando: “Já volto!” Zeloni aproveitava a deixa para gozá-lo. “Está todo mundo sentindo o cheiro.” A plateia gargalhava.

Ao contrário de outros sitcoms em A Família Trapo os personagens tinham um passado. Era muito comum o personagem Zeloni, por exemplo, contar histórias da sua vida na  Itália.

 

A História.


A Família Trapo contava divertidas histórias de uma família de classe média, cujos membros, todos mais ou menos malucos, viviam as voltas com o espalhafatoso Carlos Bronco Dinossauro (Ronald Golias),  que não queria saber de pegar no batente e armava as maiores confusões quando o assunto era trabalho. Ele ainda infernizava a vida dos outros parentes.

Bronco morava na casa da irmã Helena Trapo (Renata Fronzi), que era casada com Peppino Trapo (Otello Zeloni), um imigrante italiano bom honesto, e a maior vítima das maluquices do cunhado. O casal tinha os filhos Verinha (Cidinha Campos) e Sócrates (Ricardo Corte Real).

Também havia na família o mordomo Gordon, que trabalha na residência em troca de comida e um pequeno salário, já que não conseguia arrumar um emprego noutra família pois comia muito.

 

O Retorno.


Quarenta e dois anos após o último episódio de Família Trapo, a Record voltou a gravar e exibir o humorístico. A produção fez parte da série de especiais que comemoravam os 60 anos da emissora e iam ao ar no final de 2013.

Com texto de Letícia Dornelles e Bosco Brasil, A Nova Família Trapo teve no elenco os atores Rafael Cortez, Katia Mores, Cacau Melo, Daniel Erthal, Patrycia Travessos, Bárbara Borges, Raul Gazola e Paulo César Grande. A direção ficou por conta de Ignácio Coqueiro.

trapo9



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin