É uma série brasileira de aventura, com a personagem sensual do Programa H tornando-se uma heroína futurista.

Emissora: TV Bandeirantes.
Transmissão Original: de 4 de outubro de 1999 a março de 2000.
Duração: 10 minutos.
Temporadas: 1 (30 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: TV Bandeirantes e Fábrica de Quadrinhos.

A Série.


Suzana Alves começou a carreira no Programa H como a figura da mulher dominadora com chicotinho e máscara preta, depilando rapazes no palco e tornando-se imediatamente símbolo sexual no Brasil. Vestiu-se um pouco mais, abandonou o chicote e interpretou Su-013, uma heroína futurista com um cachorro como parceiro na série As Aventuras de Tiazinha.

A série exibia por semana um história em cinco partes, com ritmo e visual inspirados no universo das histórias em quadrinhos. Toda a criação visual voltada para as crianças veio do fato dos produtores imaginarem que o público infantil via na Tiazinha uma heroína diferente da imagem erotizada destacada pelos adultos.

Para criar o visual da série o diretor geral da produção, L.P. Simonetti, buscou os conhecimentos de causa do estúdio Fábrica de Quadrinhos. Para o desenvolvimento da personagem, o diretor teve o apoio do roteirista Nélio Abbade e da própria Suzana.

A série se desenvolvia sempre em locações externas e noturnas, como lixões e estações de trem. Nos efeitos especiais, destaque para a mistura entre animações tradicionais e computadorizadas. A parte fora do esconderijo da heroína, por exemplo, era todo virtual, enquanto os cenários internos eram feitos em estúdios.

Cada episódio começava e terminava numa imagem congelada, a partir de uma arte de história em quadrinhos. Na tela também podia ser ver onomatopeias e balões de diálogo aparecendo durante a ação, tudo para aproximar a linguagem televisiva dos quadrinhos.

A atração teve duas fases e cinco diretores. Na primeira, recebeu o nome As Aventuras de Tiazinha e contou com 21 episódios (cada episódio com 5 capítulos). A segunda fase, As Novas Aventuras de Tiazinha, teve 9 episódios.

Em 2000, com a baixa audiência, dando cerca de 2,5 e 3,5 pontos no Ibope, a Bandeirantes levou o programa para tarde, mas sem público acabou sendo cancelado.

 

A História.


Su-013 foi uma criança pobre, dada como órfã e criada num reformatório gerenciado por seu pai, Zio. Cedo, descobriu-se que ela era especial. Passou a ter treinamento específico para tornar-se um dos Zeladores, na Lua. Aos 9 anos de idade, Su-013 fugiu numa das naves de carga e escondeu-se no Paraíso, vivendo ali e aprendendo a lutar.

Ciente de seus poderes, Su-013 tentou viver uma vida normal, mas sempre chamando atenção por sua beleza e inteligência. Durante algum tempo, trabalhou num supermercado, onde foi encontrada por Bradbury, um gênio que, pouco antes de morrer, instalou sua consciência em vários sites da grande rede de computadores e tornou-se um mestre virtual. Sempre atuando em causas nobres, Bradbury entra em contato com nossa heroína e Tiazinha passa a fazer parte dos protegidos de Brad, mudando-se para VipSec aos 18 anos, em cuja maior rede de TV torna-se a mais famosa apresentadora de tele notícias, com seu programa GibiTronix. Cada episódio iniciava com uma história em quadrinhos e depois passava para ação real.

Tiazinha é mais rápida, forte e ágil que qualquer ser humano normal. O monitoramento de forças e saúde é feito por Brad e mostrado na tela para os espectadores ficarem sabendo como está a situação. Além da força física e de seu bastão chicote, Tiazinha emite rajadas energéticas e, com o auxilio de seu uniforme, tem capacidades como a invisibilidade, a explosão energética e o campo de força. Ela tem a ajuda de Zé um cão superpoderoso que, há quem diga, foi colocado no programa para desviar as atenções para ele e ninguém perceber as limitações de Suzana Alves como atriz.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin