Emissora: ABC.
Emissora no Brasil: Rede Globo.
Transmissão Original: de 15 de janeiro de 1974 a 24 de setembro de 1984.
Duração: 45-48 minutos.
Temporadas: 22 (255 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Henderson Production Company e Paramount Television.

A Série.


Seriados narrando histórias ocorridas em uma outra década não uma ideia recente. No dia 15 de janeiro de 1974 estreava na ABC uma tímida sitcom sobre ingênuos adolescentes cujas aventuras se passavam na década de 1950.

O seriado Happy Days atingiu em cheio ao público adolescente da época, por sua linguagem voltada para essa faixa etária e também fisgou os pais desses jovens, já que retratava os costumes vivenciados por eles em outros tempos. Assim, o seriado criado por Garry Marshall (escritor de séries como I Love Lucy e Dick Van Dyke Show) chegou em 1976 a ser a número um da televisão.

Em 1972, Garry Marshall produziu um piloto sobre uma família de classe média nos anos 50, chamados New Family in Town que a ABC não aprovou. Os produtores decidiram usar parte dela como um segmento intitulado Love and the Happy Days para ser apresentado dentro da série antológica Love, American Style. Nessa mesma época surgiu o filme American Graffiti em 1973, que acendeu o interesse pelos anos 50 no coração dos americanos e somente neste clima que Happy Days pode ser finalmente concretizado.

A série ficou no ar por dez anos e 255 episódios, mas todo o sucesso alcançado pelo sitcom foi difícil de ser atingido. Em 1972, Garry Marshall produziu um piloto sobre uma família de classe média nos anos 50, chamados New Family in Town, mas não foi aprovado pela ABC e os produtores decidiram usar parte dela como um segmento intitulado Love and the Happy Days. Veio então o filme American Graffiti em 1973 que acendeu o interesse pelos anos 50 no coração dos americanos e fez com que Happy Days ganhasse sinal verde para ser produzida.

 

A História.


Happy Days passava-se nos anos 50 em Milwaukee, o coração da América de classe média, e contava a história da família Cunningham. Inicialmente, a série girava em torno de Richard ‘Richie’ Cunningham (Ron Howard) e seu amigo Warren ‘Potsie’ Weber (Anson Williams), dois ingênuos garotos de colégio secundário no despertar de suas emoções adolescentes. O cenário principal era a lanchonete de Arnold, personagem vivido por Pat Morita (Karatê Kid), onde eles passavam suas tardes, entre trotes, garotas e a música dos 50 disparada desde a rockola.

Mas o protagonismo todo logo foi roubado por um personagem secundário chamado Arthur ‘Fonzie’ Fonzarelli (Henry Winkler), o primeiro roqueiro da televisão. Frente à inocência dos garotos, Fonzie era mais velho, experimentado, esperto e com uma estética conhecida como “greasy”. Topete com brilhantina, jaqueta de couro desgastado, um jeitão de rebelde e moto ostentosa eram a base deste visual tão cool, que fora popularizado antes por James Dean e mais tarde por John Travolta. Frente à correção de Richie a ousadia solitária e marginal de Fonzie foi o que deu sal ao seriado.

Outros personagens também recheavam de bom humor o seriado, como os pais de Richie, o Sr. Howard Cunningham (Tom Bosley) que dirigia a loja de ferragens local e Sra. Cunningham (Marion Ross) que passava o dia na cozinha. Já a irmã de Richie, Joanie (Erin Moran) juntava-se aos amigos do irmão na lanchonete Arnold mas só quando não estava na casa da sua amiga Jenny Piccalo (Cathy Silvers).

 

No Brasil.


Happy Days chegou ao Brasil pela Rede Globo no dia 8 de março de 1980, mantendo seu título original e ocupando o horário das 16h30 dos sábados. O programa permaneceu na emissora até o ano seguinte.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin