Emissora: NBC e ABC.
Emissora no Brasil: TV Tupi, TV Record, TV Excelsior e TV Bandeirantes.
Transmissão Original: de 23 de setembro de 1956 a 12 de dezembro de 1957.
Duração: 24-26 minutos.
Temporadas: 2 (49 episódios).
Preto e branco.
Companhias Produtoras: Norbert Productions e Screen Gems Television.

A Série.


O Menino do Circo era um faroeste infantil que narrava as aventuras de um garoto que vivia em um mundo onde várias crianças gostariam de estar, o mundo do circo.

A série que misturava comédia com drama na dose certa, estreou no dia 23 de setembro de 1956 nos Estados Unidos na ABC onde ficou apenas uma temporada, mas foi o suficiente para trazer para o estrelato o ator mirim Micky Dolenz. Depois, já na adolescência, Dolenz acabou virando o baterista do grupo Monkees.

Para anunciar a série, o ator Micky Dolenz e elefante Bimbo saíram em excursão pelas estradas dos Estados Unidos, promovendo shows onde Micky tocava guitarra e cantava a canção tema do seriado.

O Menino do Circo tinha como principais patrocinadores, nos Estados Unidos, a Kellogg e Mars, o que acarretou alguns problemas em alguns capítulos, porque algumas pessoas do elenco apareciam comendo algumas coisas que eram incompatíveis com os seus produtos, como  linguiça no café da manhã ou bolo para o lanche.

A série chegou ao seu final no dia 9 de agosto de 1958, segundos os produtores do programa o ator Micky Dolenz estava crescendo muito rápido, descaracterizando o seu personagem e como eles não queriam substituir o ator, optaram pelo cancelamento do programa.

 

A História.


A história da série tem início depois que os pais de Corky Wallace, conhecidos como “Os Falcões do Voo” morreram num acidente no fio elevado. O menino de apenas 10 anos foi adotado pelo proprietário do circo Big Tim Champion (Robert Lowery). A partir de então Corky passa a montar o seu bebê elefante Bimbo, cuidando dos seus problemas corriqueiros da idade e ajudando os adultos a manter o circo em ordem enquanto viaja de cidade em cidade.

Corky possuía muitos amigos com quem compartilhava o seu dia-a-dia agitado no circo, entre eles estava o tio Joey (Noah Beery Jr.) e o sempre energético Clown (Guinn ‘Big Boy’ Williams). O chimpanzé do circo, Bobô, acabou se afeiçoando ao garoto também, mas as travessuras do animal acabavam sempre arranjando alguma confusão. Por gostar muito de animais, Corky vivia visitando os bichos do circo como o tigre Sultão e Nuba o leão.

Cada episódio mostrava os problemas e os dramas da vida circense e os acontecimentos pertinentes ao capítulo. Como todo circo ele era itinerante e a cada cidade que eles iam, um determinado fato novo acontecia, envolvendo todas as pessoas do circo e em especial Corky. Como o espetáculo era focado numa época passada, provavelmente nos fins do século 19, as aventuras geralmente era envolto num clima de faroeste.

 

No Brasil.


No Brasil o seriado foi exibido pela primeira vez em 1960 na TV Tupi e suas afiliadas pelo Brasil, onde recebeu o nome de O Menino do Circo. Já com episódios dublados, o programa ia ao ar às quartas-feiras às 20h. Já em 1962 o seriado passou a ser exibido na TV Record e na TV Rio, sempre às segundas-feiras às 17h15, dentro da faixa intitulada Aí Mocinho!, apresentada pelo Tio Hélio Ribeiro.

Em 1964 o seriado começou a ser mostrado pela TV Excelsior, onde era colocada no ar às terças-feiras no horário das 17h25 dentro do Cine Show Kibon. Durante a década de 1970, foi reprisado pela TV Bandeirantes e Record.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin