Emissora: CBS.
Emissora no Brasil: TV Rio, TV Record, Rede Globo, TV Bandeirantes, TV Tupi e Retro TV.
Transmissão Original: de 10 de setembro de 1955 a 31 de março de 1975.
Duração: 26 minutos (1955 – 1961) – 50 minutos (1961 – 1975).
Temporadas: 20 (635 episódios).
Preto e branco e cores.
Companhias Produtoras: Filmaster Productions, Arness and Company e The Arness Production Company.

 

A Série.


O seriado Gunsmoke surgiu no rádio em 1952 com o personagem Matt Dillon sendo interpretado por William Conrad. Quando foi para TV conseguiu uma repercussão tão boa que alcançou o status da série de faroeste mais longa de todos os tempos. Ao todo foram produzidos 633 episódios, na maioria com uma hora de duração (os primeiros 233 tinham apenas meia hora).

Gunsmoke foi criado e dirigido por Norman MacDonnell e escrito por John Meston e estreou na televisão no dia 10 de setembro de 1955, permanecendo até 1 setembro de 1975.

O papel do delegado Matt Dillon foi oferecido inicialmente para John Wayne, que recusou a proposta. Mesmo assim, o ator apareceu no primeiro episódio – fazendo uma espécie de apresentação do programa. Quem acabou ficando com o personagem foi James Arness – irmão na vida real de Pater Graver (Jim Phelps da série Missão Impossível).

Entre 1957 e 1961, a série ocupou o primeiro lugar entre os mais vistos programas dos Estados Unidos. De 1964 a 1966 o programa sofreu uma grande queda, mas continuou a ser produzido. Só em 1967 ele voltou a ocupar o Top 20, mantendo uma boa audiência até 1974. Depois do cancelamento da série, Matt Dillon voltou em cinco filmes para a TV entre 1987 e 1994. Em todos eles, Arness repetiu o papel.

Gunsmoke foi uma das proeminentes séries da televisão mundial considerada como a série dramática de western mais longa da história da televisão norte-americana. A série teve duas estrelas James Arness e Milburn Stone que permaneceram na série por 20 temporadas e Amanda Blake que permaneceu por 19 anos. Essa hegemonia já está por pouco para ser quebrada, duas outras séries norte-americanas estão para bater o recorde de Gunsmoke.

Em 1987, vários atores do elenco original se reuniram num telefilme chamado Gunsmoke, Return to Dodge filmado em Alberta, no Canadá, que se transformou num grande sucesso, dando origem a mais quatro outro telefilmes: Gunsmoke: The Last Apache em 1990, Gunsmoke: To the Last Man em 1992, Gunsmoke: Long Ride em 1993 e Gunsmoke: One Man´s Justice em 1994.

O programa obteve um Emmy e foi marcante na história dos seriados do Oeste.

Foi adaptado para as histórias em quadrinhos, tanto em tiras diárias por Harry Bishop para o jornal britânico Daily Express, quando revistas em quadrinhos publicadas pelas editoras Dell Comics e Gold Key Comics (selo da Western Publishing), o italiano Alberto Giolitti ilustrou algumas dessas histórias, no Brasil, foram publicadas pela EBAL na revista “O Poderoso”.

 

A História.


Matt Dillon é o calmo, porém durão, delegado da cidade de Dodge City, Kansas, durante a década de 1860. Enfrentando perigosos pistoleiros, Dillon sempre arranja uma maneira inteligente de resolver os problemas. Ele tem como assistente o Fester B. Good (Dennis Weaver), um sujeito com jeitão caipira que vivia com sua mula Ruth.

As personagens do seriado passavam muito tempo no saloon do povoado; ali encontramos o médico Galen Doc Adams, , representante da ciência, da racionalidade e a sabedoria naquela cidade. Suas habilidades médicas nunca foram questionadas e ele cuidava de todo mundo no espetáculo e frequentemente mais de uma vez.

A série também apresentava a bela Kitty Russell, dona do sallon Long Branche, que durante muitos anos desenvolveu uma profunda amizade com o xerife Dillon e parecia até ter bastante intimidade, mas om romance disfarçado era levado à base de sorrisos e olhares.

Dennis Weaver interpretou o assistente do xerife chamado Chester Goode, muito compassivo, crédulo e possuidor de uma lealdade inquestionável para com o xerife Dillon.

Apesar de Gunsmoke possuir todos os elementos de um faroeste como roubo de bancos, problemas gerados por causa do gado e coisas semelhantes, a grande força do espetáculo estava na exploração contínua da vida das pessoas da comunidade. Gunsmoke, Dodge City era visto como um posto avançado da civilização, um ponto extremo da América ao fim deste século. Ela mostrava uma cidade pequena, com um pequeno grupo de profissionais, talvez uma escola e uma igreja, cercados pelos perigos da fronteira, com seus valores de paz, harmonia e justiça, sempre debaixo da ameaça de forças indomadas e explorando muito bem os ideais fundamentais da cultura e da sociedade americana.

 

No Brasil.


No Brasil o seriado Gunsmoke estreou em 1960 pela TV Record com o título de Matt Dillon Sheriff dentro da faixa de programação intitulada Ford na TV. No ano seguinte o público carioca teve a oportunidade de ver a série através da TV Rio. Essa exibição ficou no ar até 1963.

A Globo também alcançou grande audiência quando trouxe de volta o seriado em 1968, já com o título de Gunsmoke, para rechear de aventura suas noites de sábado. O programa ficou na emissora até 1972.

Quatro anos depois a TV Bandeirantes colocou a série na sua programação noturna, por volta das 23h. Mas a série retornou à TV Record já no ano seguinte, onde foi exibida até 1980. Coube então à TV Tupi continuar mostrando o seriado a partir de 1981 no horário das 20h, até 1982.

Depois de quatro anos fora da televisão brasileira, Gusnmoke voltou à nossa telinha em 1986 na TV Record, num horário intitulado Sessão Bang Bang, onde ficou até 1989.

Mais recentemente foi apresentada pela canal a cabo Retro TV em 2004.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin