Emissora: Mainichi Broadcasting System e Japan News Network.
Emissora no Brasil: TV Manchete.
Transmissão Original: de 23 de outubro de 1988 a 24 de setembro de 1989.
Duração: 25 minutos.
Temporadas: 1 (47 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Toei Company.

A Série.


Os Kamen Riders surgiram em 1971 e, desde então, a Toei Company produz seriados com a marca da série. No ano de 1987, lançaram um dos melhores já feitos até hoje: Black Kamen Rider. A saga de Issamu Minami contra a seita dos Górgons e seu arqui-inimigo Shadow Moon, gerou 51 episódios e dois filmes.

O sucesso entretanto, não era observado muito no público alvo de qualquer produção tokusatsu – o infantil. Foi então que a Toei Company, com a devida autorização de Shotaro Ishinomori, produziu Kamen Rider Black RX.

Para atrair o público mais infantil a Toei reduziu a atmosfera pesada das aventuras de Issamu. Mas manteve no elenco, Tetsuo Kurata, reprisando o papel do protagonista. Ao contrário das séries anteriores, Shotaro Ishinomori não esteve envolvido diretamente na produção de Kamen Rider Black RX. No entanto, o primeiro episódio Shigeru Sahara aparece lendo o mangá de Kamen Rider Black como forma de homenagear o autor.

A série criada por Shotaro Yshinomori estreou na Tv Asahi  no dia 23 de outubro de 1988 e rendeu 47 episódios produzidos pela Toei Company até 24 de setembro de 1989. Em 1989, um especial de cinema 3-D com apenas 17 minutos mostrou uma viagem no tempo que pôs lado a lado RX e sua forma anterior, o Black Kamen Rider.

O resultado foi satisfatório e Kamen Rider Black Rx fez grande sucesso no Japão, superando o anterior, fazendo com que o Rx seja mais popular que o Black até os dias de hoje em terras nipônicas, algo inverso do que aconteceu no Brasil, onde Black fez um estrondoso sucesso, enquanto que o Rx não teve a mesma repercussão.

A moto Road Sector, presente em Kamen Rider Black, não aparece na série. A razão desse fato é até hoje desconhecida. Talvez tenha sido devolvida a Akira Daimon ou provavelmente destruída na base dos Gorgon enquanto Black tentava salvar Shadow Moon.

Em 8 de agosto de 2009, Kamen Rider Black RX teve uma participação tanto na série Kamen Rider Decade (episódios 26 e 27) quanto no filme que reuniu todos os Riders em uma grande luta contra a organização Dai Shocker, intitulado Kamen Rider Decade: Gekijouban! All Riders Vs. Dai Shocker.

Kamen Rider Black RX teve um especial (de apenas 17 minutos) intitulado Kamen Rider Black RX: Stay in The World (jamais exibido no Brasil), aonde ele enfrenta Monstros Mutantes de Crisis, além de ter encontros com os Gorgom (na forma Kamen Rider Black) e Crisis. Neste especial, o que ocorre é que as quatro formas de Kamen Rider Black (Black, RX, Bio Rider e Robô Rider) se encontram e lutam juntos. Ainda neste especial, a antena de Robô Rider aparece torta, um erro nas filmagens.

A História.


A história tem início quando o piloto de helicóptero Kotaro Minami (Issamu Minami na dublagem) investiga o misterioso aparecimento de três estacas, e encontra três monstros chamados Skarma, cujo aspecto lembrava aos sacerdotes da série anterior, que conseguem impedir sua transformação em Kamen Rider Black. Issamu é levado à base do Império Crisis, que propõe uma aliança em troca de dobrar seus poderes como Kamen Rider Black. Ao recusar a oferta, Issamu é jogado à deriva no espaço. Exposto à radiação solar no espaço, o herói Black Kamen Rider passa por uma grande metamorfose que altera seu visual e a natureza de seus poderes, renascendo como o Filho Do Sol, Kamen Rider Black RX.

A partir de então, o aventureiro Issamu Minami (Tetsuo Kurata) passa a enfrentar a ameaça do Império Crisis, que deseja transformar a Terra em seu novo reino. Issamu conta com a ajuda da namorada, a repórter Reiko Shiratori (Jun Takanomaki), e de dois dissidentes de Crisis, a arqueira sensitiva Kyoko Matoba (Megumi Ueno) e o ciborgue Joe Kazumi (Likiya Koyama).

Em sua identidade humana, Issamu trabalha como piloto de helicóptero e vive como hóspede na casa do dono da empresa, o Sr. Sahara (Mahito Akatsuka). Com o aumento dos ataques de Crisis, RX é auxiliado pelos 10 Kamen Riders que o antecederam na defesa da humanidade.  Até então, achava-se que a saga de Issamu Minami não tinha ligação cronológica com a dos demais Riders. Mas eles pouco acrescentaram à trama.

Kamen Rider Black RX tinha força e sentidos funcionando em nível sobre-humano, tinha golpes especiais (Chute RX), a espada Metalion, controlava mentalmente dois veículos inteligentes: Acrobater e Raidron. A Acrobatter era a versão revivida da antiga moto orgânica construída originalmente pelos Gorgons em Kamen Rider Black Battle Hopper, também ao ser banhada com os poderes da luz do sol se transforma em Acrobatter, agora sendo capaz de falar fluentemente e ganha os poderes de detectar monstros e objetos até debaixo da terra, assim como Rx, também tem a habilidade de se transformar em duas formas, como Roboizer (Robo Rider) e Iron Snake/Macjabber (Bio Rider); Já o Ridron era o super carro de Rx, construído por Issamu com base no projeto contido no disquete entregue a ele pelo Prof. Walter no mundo Kaima do Império Crisis, mesmo depois de construído não se movia, porem ao ser levado ao fundo do mar na gruta milagrosa do monstro Baleia, a mesma gruta onde Issamu ressuscitou em Kamen Rider Black, Ridron ganha vida própria sendo altamente inteligente assim como Acrobatter, capaz de atingir uma velocidade de 1500km por hora, capaz de superar a Road Sector, segunda moto de Black, podendo andar tanto na terra quanto na água, além de poder viajar para outras dimensões, dotado de alta tecnologia,possui duas mandíbulas que servem tanto para perfurar o solo na escavação quanto para atacar os monstros do Império Crisis.

Além disso, o herói podia assumir outras duas formas: Robô Rider, onde tinha um corpo de grande resistência e quase indestrutível. O Robô Rider foi uma metamorfose que RX sofreu enquanto procurava Hitomi, sequestrada por Crisis. No momento em que pensou que Hitomi estava morta (mas que na realidade, era uma falsa Hitomi), as lágrimas vertidas por RX, em contato com seu Kingstone e com a energia solar natural de seu corpo transformado, concederam-lhe novos poderes. Sua principal arma é uma pistola laser conhecida como Tiro Vortex (Voltick Shooter, no original). Na forma de Robô Rider, Acrobatter se transforma em Roboiser. Ele se auto-denomina como o Príncipe da Tristeza (Kanashimi no Oji) ou Príncipe das Chamas (Honō no Oji). Quando estava na forma de Issamu, ao enfrentar o Monstro Feiticeiro Kaima Biaco, Issamu foi capaz de materializar a forma de Robô Rider por uns instantes quando usou uma banana que perfuraria seu coração, até depois se revelar quando este estava fingindo de morto. Embora tenha habilidade limitada, possuí uma força fora do comum; a outra forma era a RX Bio Rider, descoberta dois episódios depois de Robô Rider. No instante em que RX foi preso numa fortaleza subterrânea de Crisis, que estava prestes a explodir, RX descobriu que nem o Robô Rider poderia escapar, pois uma explosão detonaria até ele próprio. Ele observou então que havia, no entanto, apenas pequenas fendas pelas paredes, nada além disso. Neste momento, sob o desespero do sentimento de impotência que sentia, RX soltou um forte grito, que novamente em contato com o King Stone e com sua energia solar geraram Bio Rider. O Bio Rider pôde escapar em virtude de uma de suas principais habilidades: desmaterializar-se em situações de perigos irreversíveis para um ser vivo comum o tornando quase imortal. Outra habilidade constitui-se de se transformar em líquido e passar pelo lugares mais fechados. Sua espada é o Max Sabre (Bio Blade). Na forma de Bio Rider, Acrobatter se transforma em Iron Snake (Mach Jabber). Ele se auto-denomina como o Príncipe da Íra (Icari no Oji). Quando Mariebaron manda o Monstro Feiticeiro Kaima Vírus-K dentro do corpo de Issamu, ele assume a forma de Bio Rider para que seus órgãos vitais não fossem atingidos, capaz de materializar seu corpo, para depois assumir a forma de RX e fingir-se de morto.Tal ideia que ele teve para adentrar no Super Guerreiro Kaima Grandailas enviado por Bosgan, que destrói o monstro por dentro e depois se materializa para depois se fingir de morto e sair das águas para ferir o rosto de Mariebaron.

O principal vilão da série era o líder supremo do império Crisis. Ele tinha a forma de uma cabeça gigante. No último episódio, sabendo do iminente fim, tenta subornar Issamu/RX com uma espécie de função de Imperador Terrestre, que foi recusada pelo herói que o mata bravamente durante um confronto. Seu líder militar é o General Jark, que surgiu no episódio 46, quando após a morte de seus generais, Jark sentiu-se sem forças e pediu poderes ao imperador que o transformou no Monstro Guerreiro Jark Midler (Jark Midora no original japonês), sem a consciência de si mesmo, sobre controle do Imperador e Dasmader.

 

No Brasil.


As série foi exibida na TV Manchete a partir do dia 24 de julho de 1995, sendo inicialmente levado ao ar às segundas e quartas-feiras às 9h30 e 17h30.

Por aqui o seriado foi dublado pela Álamo e enquanto no original, a espada de RX se chama Revolcane; na dublagem brasileira, o nome foi estranhamente adaptadado para Metallion. Já os nomes da moto e da arma de RX, na forma de Bio Rider, também foram adaptados: no original, sua moto de Mach Jabber e sua espada de Bio Blade; na versão dublada, ambas eram chamadas respectivamente de Iron Snake e Max Sabre.

A Glasslite lançou alguns brinquedos baseados na série e quase 10 volumes de VHS foram colocados no mercado pela Inter Movies.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin