É um seriado dos anos 80 sobre o jovem conservador Alex e sua convivência com os pais extremamente modernos.

Emissora: NBC.
Emissora no Brasil: Rede Globo.
Transmissão Original: de 22 de setembro de 1982 a 14 de maio de 1989.
Duração: 30 minutos.
Temporadas: 7 (180 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Paramount Television e Ubu Productions.

A Série.


Caras & Caretas foi um dos programas de maior sucesso da televisão americana nos anos 80, deixando não só saudades após os sete anos de exibição, como uma legião de fãs espalhada por todo o país. No seu auge, esta sitcom ficou dois anos consecutivos no segundo lugar da lista de programas com maiores audiências no seu país de origem.

O programa foi exibida pela primeira vez no dia 22 de setembro de 1983 na rede americana NBC, trazia no elenco um dos principais ingredientes do seu sucesso, o estreante Michael J. Fox, que com a repercussão alcançada na série foi para o cinema para realizar a trilogia De Volta Para o Futuro.

O conteúdo um tanto controvertido de Caras & Caretas era bem descrito no slogan da série: “filhos caretas e pais avançados, quem ainda não viu uma família assim?”. Com esse bem humorado enredo os episódios nos apresentavam uma excelente maneira de enfrentar os problemas da vida.

Como todo sitcom dos anos 80, não possuía cenas apelativas, sendo voltada para a diversão familiar, mas nem por isso deixou de tratar de assuntos importantes do cotidiano, tais como: drogas na escola, política feminista, namoros e gravidez na adolescência.

 

A História.


Michael J. Fox interpretava o jovem Alex P. Keaton, um adolescente americano conservador, machista, esforçado e convicto dos ideais republicanos. Alex era tão careta que com apenas 13 anos já ia para escola de terno e tinha como seu ídolo o ex-presidente Ronald Reagan. O choque de gerações com seus pais era terrível, já seu pai Steven Keaton e sua mãe Elyse Keaton, eram extremamente modernos, e como ex-hippies faziam de tudo para se adaptar ao estilo de vida dos anos 80, já que até participaram, durante a juventude, do Woodstock.

A filha mais velha, Mallory, era considerada a “cabeça de vento” da família, que somente estava preocupada com suas roupas e namorados. Mallory era a antítese de Alex. Segundo ele próprio em um dos episódios, a irmã estava condenada a receber a pensão do Estado devido a sua ignorância e despreparo, ela significava a juventude americana shopping center e completamente distante de sua realidade.

A família Keaton tinha ainda a caçula Jennifer, uma típica garota com seus problemas comuns de criança. A menina ficava no meio dessa adorável bagunça, alheia aos problemas da casa. No que tange  Jennifer, não lhe restou muito, como mais nova enfrentava a super proteção dos pais e era o equilíbrio da balança entre Alex e Mallory. Em 1987 Jennifer deixava de ser a caçula com o nascimento do pequeno Andy Keaton.

 

No Brasil.


Quatro anos mais tarde de sua estreia nos Estados Unidos, onde foi um verdadeiro fenômeno de público e crítica, a série chegava ao Brasil através da Rede Globo que a exibiu por duas temporadas, suficientes para marcar uma geração inteira.

A dublagem brasileira foi realizada pela Herbert Richers e teve a direção de Angela Bonatti, que também emprestou sua voz a personagem Elyse Keaton.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin