É um desenho animado lançado nos anos 60 na onda do sucesso do seriado de Batman e Robin.

Emissora: CBS.
Emissora no Brasil: Rede Globo, SBT e Cartoon Network.
Transmissão Original: de 14 de setembro de 1968 a 4 de janeiro de 1969.
Duração: 60 minutos.
Temporadas: 1 (34 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Filmation Associates.

 

 

 A Produção.


O universo de Batman passou por novos desafios na década de 1970, pois mal o seriado protagonizado por Adam West e Burt Ward foi cancelado em 1968 e já aparecia nas telinhas a versão animada do programa.

O horário para heróis da DC já existia na ABC, na década de 1960, o que levou a nova empresa de animação Filmation Associates, a convencer a DC Comics a associar-se a ela na produção de uma nova série de desenhos do Super-Homem. Surgia então o desenho As Novas Aventuras do Super-Homem, que estreou na rede americana CBS no dia 10 de setembro de 1966. Na segunda temporada, o desenho foi renomeado para The Superman/Aquaman Hour of Adventure acrescentando-se as aventuras de outros heróis da DC Comics.

 Em 1968, o formato do desenho foi novamente alterado, agora trazendo as aventuras do Homem Morcego dentro da faixa de horário e mudando seu título para The Batman/Superman Hour. A integração do herói foi resultado de uma encomenda da CBS, para aproveitar a grande audiência que a série “live-action” de Batman estava tendo na concorrente ABC, só que devido a uma omissão de licenciamento por parte dos produtores da série “live-action”, a Filmation não pode afiançar os direitos do personagem de Batman e produzir a série para a CBS. A solicitação foi feita depois do período de ordenação exigida pela maioria dos estúdios para terem tempo de produzir um programa. Como resultado, a Filmation tirou muitos animadores adicionais de outros projetos para que eles pudessem trabalhar em cima da produção, mas com o cancelamento da série que havia sido vendida a CBS, ela foi substituída em todo caso com Batman/Supeman Hour

O Desenho.


No dia 14 de setembro de 1968 estreava a animação Batman que  ficou no ar até 6 de setembro de 1969, quando o desenho foi cancelado, em parte devido aos protestos da “Action For Children’s Television” que condenava seu conteúdo violento.

O desenho foi apresentado inicialmente aos sábados pela manhã, trazendo o Homem Morcego às telinhas e mantendo algumas características do primeiro seriado em live action – como alguns diálogos infantis e os “socs” e “pows”, mas o programa deixou de lado o humor excessivo e investiu mais na ação.  Estava tudo lá, a Bat-caverna, o Bat-móvel, a Bat-lancha, o mordomo Alfred e o Comissário Gordon, todos os elementos do mundo de Batman acabavam encontrando um espaçozinho para aparecer na série animada do Homem-Morcego.

O programa Batman trazia os personagens com traços que lembravam muito os desenhos de Carmine Infantino. Foram realizados 17 programas de 30 minutos, cada um com duas aventuras de Batman, Robin e Batgirl,  onde a dupla de heróis enfrentava todos os seus antigos e novos inimigos. Embora o título do desenho levasse o nome da dupla dinâmica e do Homem de Aço, os heróis alternavam episódios, mas jamais foi promovido um encontro entre eles.

As aventuras do Homem Morcego eram um pouco mais fiel aos quadrinhos do que o seriado com atores, e abusavam dos clichês, como o fato de todo vilão ter seu veículo. Assim, o Coringa tinha um carro com um enorme sorriso e a Mulher-Gato tinha um coupé equipado com orelhas e rabo de gato, sem contar o inevitável furgão frigorífico do Senhor Gelo e a van de padaria de Simão, o Doceiro.

No Brasil.


A animação fez bastante sucesso no Brasil, recebendo o nome apenas de Batman, sendo exibida em meados dos anos 70 na TV Globo dentro de programas infantis e horários reservados à criançada. Sua primeira dublagem foi realizada pela AIC, e o elenco de vozes usado no seriado em live action foi praticamente o mesmo escalado para a série animada.

No final da década de 1980, o desenho voltou às telinhas brasileiras no SBT dentro do programa Show Maravilha e já na década seguinte foi reapresentado pelo canal por assinatura Cartoon Network, onde recebeu a dublagem da Herbert Richers e o título de As Aventuras de Batman e Robin O Garoto Prodígio. Márcio Seixas foi escalado para fazer o Batman, personagem que consagrou o ator em diversas produções.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin